A Secretaria de Justiça e dos Direitos Humanos do Rio Grande do Sul (SJDH/RS) aderiu à campanha #MulheresRurais, mulheres com direitos. A parceria foi oficializada em uma roda de conversa, nesta quinta-feira (31), no Pavilhão da Agricultura Familiar, montado dentro da 40ª Expointer. A campanha é uma iniciativa organizada pela Reunião Especializada em Agricultura Familiar no Mercosul (Reaf); a Unidad para el Cambio Rural (UCAR) da Argentina; a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO); e, no Brasil, pela Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead).

O encontro no Pavilhão da Agricultura teve um objetivo maior: reunir forças para dar prosseguimento aos trabalhos feitos por mulheres no estado, no entanto, que não são pulverizados. A intenção é ter a campanha #MulheresRurais, mulheres com direitos como norte e impulsionadora da luta das mulheres do campo.  Embaixadora da campanha nacional no Sul, Bruna Dariva, participou da roda de conversa.

Aos 29 anos, a agricultora familiar administra junto dos pais uma agroindústria de laticínios no município de Erechim, interior do RS. Também preside a Feira do Agricultor da região, onde já se tornou referência na liderança feminina. Com a carinha de menina e a voz firme, Bruna afirmou que a campanha acontece para dar voz às mulheres do campo. “Estou muito feliz de ver todas essas mulheres aqui, depois de uma caminhada de luta. Quando valorizamos as mulheres, valorizamos toda a propriedade, a cadeia de produção, porque não precisamos mais ficar escondidas. Podemos bater no peito e assumir que somos nós que também produzimos”, declarou Bruna.

A embaixadora está com um estande no Pavilhão da Agricultura Familiar, expondo queijos trufados com pimenta, damasco, tomate e manjericão, com capa de vinho tinto e temperado. Assim como muitos jovens, chegou a deixar o campo pela cidade, mas voltou. “Sozinho a gente vai rápido, mas junto a gente chega longe”, ponderou Bruna. Ao todo, cerca de 30 mulheres participaram do encontro. Quem aderir à campanha terá acesso à cartilha de explicações e ao material de divulgação da mobilização. Conheça outras embaixadoras aqui.

Segundo Salma Valencio, diretora do Departamento de Políticas para Mulheres da SJDH/RS, é importante dar sororidade à campanha, não só no Sul do país. “Precisamos lembrar a cada uma de nós que temos umas às outras. Que temos um caminho e uma mão para ajudar, porque tem horas que a mulher cansa”, afirmou. Um evento já está previsto para outubro, em Erechim, com cerca de 1,5 mil mulheres. A programação faz parte da agenda de ações da embaixadora do Sul no Rio Grande do Sul. “Todas nós podemos ter esse empoderamento, independentemente de onde trabalhamos e do que produzimos. Temos o direito de saber que temos direitos e, com isso, podemos fazer a diferença”, justificou Salma.

Representante da Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar no Rio Grande do Sul (Fetag-RS), Paula Rosana Fortunato lembrou que boa parte dos universos ainda são machistas, dentro ou fora do campo, e que a união é fundamental para reverter essa realidade. “Temos que nos unir. Somos todas mulheres e precisamos estar juntas nesse processo. A verdade é que há resistência, porque temos, inclusive, companheiras que também pensam de forma diferente, mas não podemos desistir. Peço que se engajem. Nós temos que nos ver e a campanha traz essa visibilidade”, insistiu.

Também participaram do debate gestoras municipais e mulheres representantes da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead); Ordem dos Advogados do Brasil Seccional do Rio Grande do Sul (OAB/RS); da prefeitura de Salto do Jacuí (RS); da Secretaria de Desenvolvimento Rural do Rio Grande do Sul (SDR/RS); e da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do RS (Emater/RS).

Mulheres rurais, mulheres com direitos

A inciativa da campanha abrange a América Latina e o Caribe com ações que, em 2017, traz como temática os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos pela ONU. Em 2016, a campanha compartilhou mais de 120 experiências de 15 países.

A mobilização #MulheresRurais, mulheres com direitos traz para a luz do debate as experiências das agricultoras do país e os esforços institucionais coletivos e da sociedade civil, para a garantia dos direitos e o reconhecimento da mulher rural como peça fundamental ao desenvolvimento sustentável. A campanha deste ano pretende mostrar a importância da mulher como agricultora, geradora de renda e conhecimento, empreendedora, agente ambiental, administradora, pacificadora do campo e tantas outras funções que impulsionam a agricultura familiar e o desenvolvimento socioeconômico.

As mulheres são responsáveis por 45% da produção de alimentos no Brasil e nos países em desenvolvimento. Quase tudo o que lucram, 90%, reinvestem na educação e no bem-estar da família. Trabalham cerca de 12 horas semanais a mais que os homens, mas somente 20% são proprietárias das terras onde produzem. Estudos da Organização das Nações Unidas (ONU) indicam que além de justiça social, o empoderamento da mulher do campo pode representar um aumento de 30% na produção agrícola e garantir a segurança alimentar do planeta.

Expointer

O Pavilhão da Agricultura Familiar reúne 145 de agroindústrias e 47 de artesanatos rurais, plantas e flores. Envolve 1.340 famílias de 131 municípios gaúchos, além de seis expositores de Minas Gerais. A feira é realizada, em Esteio, município do Rio Grande do Sul (RS). A 19ª Feira da Agricultura Familiar é uma promoção do Governo Federal, por meio da Sead, e do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, pela Secretaria de Desenvolvimento Rural e Cooperativismo (SDR) e Emater-RS. A comissão organizadora é composta pela Fetag-RS, Fetraf-RS e Via Campesina. Acompanhe a cobertura, clique aqui .

Serviço:

19ª Feira da Agricultura Familiar na Expointer

Data: 26 de agosto a 3 de setembro de 2017

Horário: 8h às 20h

Local: Parque de Exposição Assis Brasil – Esteio (RS)

Ingressos a partir de R$6

Camila Costa
Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário
Assessoria de Comunicação
Contatos: (61) 2020-0128 / 0127 e imprensa@mda.gov.br

http://www.mda.gov.br/sitemda/noticias/campanha-das-mulheres-rurais-%C3%A9-apresentada-no-pavilh%C3%A3o-da-agricultura-familiar