Governador Beto Richa afirmou, durante o World Family Summit 2017, em Genebra, que o Estado adotou os objetivos da ONU como referenciais estratégicos de desenvolvimento e está empenhado para que todas as cidades paranaenses estejam alinhadas com aos propósitos.

O Paraná foi reconhecido como o primeiro Estado do mundo a aderir às metas globais definidas pela Organização das Nações Unidas (ONU) para o desenvolvimento sustentável. Nesta quinta-feira (12), o governador Beto Richa esteve no World Family Summit 2017, em Genebra, para receber o prêmio pelas boas práticas adotadas.

“Ao adotar a Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) como referenciais estratégicos para o Paraná estamos buscando cumprir a nossa parte de tornar o planeta um lugar melhor para todos”, afirmou Richa durante encontro, reforçando o empenho do governo para que todas as cidades do Paraná sigam alinhadas com os mesmos propósitos.

O evento realizado na Suíça reuniu lideranças globais para debater ações e trocar experiências com o foco na atenção à família e à erradicação da pobreza. “Acreditamos que o desenvolvimento sustentável requer um trabalho conjunto e parcerias consistentes em diferentes níveis: local, subnacional e global”, disse Richa.

Ele reforçou que o Governo do Paraná atua para que haja uma união de esforço no Estado em torno das metas da ONU e também destacou o papel das famílias no processo. “As famílias são a célula fundamental da sociedade e onde, verdadeiramente, se formam cidadãos comprometidos com as futuras gerações”, ressaltou o governador.

REDE – Durante a cúpula, Richa compartilhou como o Paraná atua na implantação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Entre as ações está a criação de uma rede de parceiros do governo, com o envolvimento de empresas, universidades e organizações civis, com o propósito de incorporar as metas do Estado, incentivando os municípios a fazer o mesmo e estimulando líderes públicos a participar.

O secretário de Estado de Desenvolvimento Urbano, João Carlos Ortega; o presidente da Copel, Antônio Guetter; o presidente da Associação dos Municípios do Paraná, Marcel Micheletto; e o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Fernando Guimarães – todos integrantes da equipe do Paraná – detalharam as ações para a implantação do projeto.

Não foi a primeira vez que o Paraná foi reconhecido por seu projeto para alcançar as metas. Neste ano, o Estado teve a chancela do Programa Cidades do Pacto Global da ONU para mobilizar a sociedade em torno dos objetivos desta iniciativa internacional; e também foi reconhecido pela Rede Latino-americana do Pacto Global durante um evento em Quito, no Equador.

ESCRITÓRIO – Em outubro, o Paraná instalou um escritório do Programa Cidades para a Região Sul do Brasil. O acordo foi firmado pelo governador Beto Richa e a diretora do programa, Elizabeth Ryan, para fomentar os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), em nível local e regional.

O espaço funciona na sede da Copel, em Curitiba. “Este escritório vai ao encontro aos objetivos da Copel. Ele constitui um modelo do que a ONU pretende implantar em todo o mundo”, afirma o presidente da empresa, Antonio Guetter.

AGENDA 2030 – O World Family Summit é resultado de um histórico seminário sobre desenvolvimento sustentável da ONU, realizado em setembro de 2015. No encontro, 193 líderes mundiais aprovaram a Agenda 2030, com 17 objetivos e 169 ações para mobilizar todos os setores da sociedade no combate à pobreza e às desigualdades sociais.

Ainda em Genebra, o governador Beto Richa teve um encontro com a embaixadora Maria Nazareth Farani Azevêdo, representante permanente do Brasil junto ao Escritório das Nações Unidas na Suíça.

BOX

Confira as ações do Paraná para alcançar os ODS

O trabalho de implementação das ações para alcançar as metas, liderado no Estado pelo Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social do Paraná (Cedes), resultou no “Projeto Integrado de Localização dos ODS do Paraná”, documento que contém o plano do Estado. O documento é baseado em seis pilares:

1 – Comprometimento formal de todos os municípios do Paraná, de modo que cada prefeito possa conhecer e implementar os ODS no planejamento do seu município, com o apoio da sociedade civil;

2 – Capacitação de técnicos da administração municipal para o desenvolvimento de projetos que atendam às metas e indicadores dos ODS, com o apoio do setor privado;

3 – Definição e alinhamento de indicadores prioritários e elegíveis para o Estado do Paraná;

4 – Desenvolvimento de soluções tecnológicas, como o Business Inteligence e o Banco de Boas Práticas, para gestão integrada e compartilhada de indicadores de toda base de dados do Estado e dos municípios;

5 – Incorporação dos ODS no orçamento do Estado. Já em 2018, o Estado terá o primeiro orçamento temático completamente alinhado com as metas dos ODS;

6 – Prestação de contas do governo baseadas nos ODS, através de um modelo que está sendo concebido pelo Tribunal de Contas do Paraná, tanto para as contas estaduais como para as contas municipais

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br

http://www.aen.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=96678&tit=Parana-e-reconhecido-como-o-1o-estado-do-mundo-a-adotar-os-ODS